Entenda a cirurgia / Understand surgery

Atualizado: 17 de fev.






A cirurgia por excisão remove todas as aderências e focos causados pela endometriose, sendo possível fazer uma biópsia do material coletado por vídeo laparoscopia. Ou seja, esse método elimina as raízes interna do problema, mas não o gatilho que desenvolveu este mesmo problema e têm raízes externas.

Já a cirurgia por ablação, a mais comum, feita por qualquer ginecologista cirurgião, também por vídeo laparoscopia ou mesmo aberta como as cesarianas, apenas queima as aderências possíveis, impossibilitando a biópsia, não faz remoção total dos focos e deixa partes de difícil acesso aderidas, além de resíduos que futuramente irão voltar a aderir tudo à sua volta. Nesse método ficam as raízes internas e o gatilho do problema!

Então vamos ao raciocínio lógico da questão:

O que acontece com a endometriose?

Problema imunológico, predominância estrogênica, alta atividade da aromatase, deficiência de progesterona, processo inflamatório, desequilíbrio do organismo, enfim...

Cirurgia por mais que limpe todos os focos, trata os problemas acima citados? NÃO!

O que desencadeou esses problemas que levaram o organismo a desenvolver a endometriose, adenomiose, miomas, SOP, cistos e "similares", foi possivelmente algum fator emocional, estilo de vida, um trauma, uma influência genética, etc? Você pode até não saber, mas te pergunto, cirurgia resolve esses fatores? Não!

Então, pode operar com o cirurgião “Top das Galáxias”, seja por vídeo laparoscopia, minimamente invasiva ou cirurgia aberta, não importa, a endometriose pode demorar anos para voltar, assim como levou anos, depois da primeira menstruação, para surgir e ser diagnosticada, mas se nada mencionado acima for resolvido, esquece, vai voltar um dia sim.

O primeiro caso relatado de volta da endometriose, foi feito no ano de 2017, após o melhor método cirúrgico usado, onde a "cura" havia sido declarada, mas voltou nove anos depois, porque endometriose ainda não tem cura, mas tem remissão sim e essa parte, só depende de nós, de mais ninguém, ponto final.

Exemplo: uma pessoa aos quarenta anos de idade, que leva uma vida estressada, se alimenta mal, é sedentária, pratica hábitos ruins e acaba sofrendo um ataque cardíaco, vai ser socorrida, fazer safena, mamária e ficar com o coração "remendado" mas, considerado novinho em folha, então, se ela voltar a mesma rotina e hábitos de antes, vai ficar com o coração lindo assim para sempre? Infelizmente não! Levou vinte anos de acúmulos "errados" para o coração reclamar a primeira vez, pode contar que daqui vinte, se nada mudar, aos sessenta anos, ou bem antes até, porque a reincidência é antecipada normalmente, um outro ataque virá certa e fatalmente!

Vale ressaltar também:

* Quando a qualidade de vida está péssima, ao ponto de incapacitar simples afazeres domésticos, a cirurgia pode encurtar o caminho, limpando os focos existentes, devolvendo qualidade de vida de uma forma mais rápida, mas a cirurgia deve ser oferecida nessa situação, deixando claro que uma reversão sem ser cirúrgica, requer dedicação, disciplina, algumas mudanças no estilo de vida e cabe ao paciente decidir o que fazer e qual caminho seguir.

* Porém, se está comprometendo a função vital de algum órgão, nesse caso é inevitável e não tem escolha, a cirurgia é de emergência e imediatamente necessária inclusive.

* Mas se o médico disser que é grave, porém marcar a cirurgia para daqui dois ou três meses ou ainda der a "possibilidade" de bloquear a menstruação antes, troque de médico, porque esse não sabe tratar a endometriose além dos sintomas e não vai ajudar nem um pouco, pode acreditar, não é nada urgente não, muito menos necessário, busque quantas outras opniões quiser e avalie a situação com clareza, não se permita abalar logo de primeira, é sério isso, respire e mantenha a calma, não existe motivo algum para se desesperar.

E se vier à optar pela cirurgia, procure um médico que seja sim o “Top das Galáxias” e que tenha uma equipe multidisciplinar para acompanhar e fazer por EXCISÃO, é recomendado também, fazer uma boa drenagem linfática após a cirurgia, de preferência por uma profissional que seja fisioterapeuta especializada em pós cirúrgico para evitar novas aderências e fibrose.

Independente de qualquer coisa, JAMAIS deixe de se cuidar, de acompanhar e de escutar o seu corpo, porque a raiz externa que desencadeai as doenças, é igual planta rasteira e trepadeira, se você não cuidar do gatilho, vai invadir o seu interior novamente e sempre, isso também é FATO! A falta desse cuidado como um todo, com ou sem cirurgia e o tratamento inadequado pode levar à infiltrações, que em casos mais graves comprometem a função vital dos órgãos afetados, além de comprimir nervos que levam às dores podendo chegar no nível considerado incapacitante e sim colocar a vida em risco.

Cirurgia por OPÇÃO do paciente SIM, por IMPOSIÇÃO do médico JAMAIS e em casos de emergências onde há RISCO de vida SEMPRE!

Entendeu agora, porque eu sempre digo que a cura depende muito mais de nós, do que de qualquer médico, remédio ou cirurgia?

08/04/2019
Ariane Steffen

Excision surgery removes all adhesions and foci caused by endometriosis, making it possible to perform a biopsy of the material collected by video laparoscopy. That is, this method eliminates the internal roots of the problem, but not the trigger that developed this same problem and its external roots.

The ablation surgery, the most common, performed by any gynecologist surgeon, also by video laparoscopy or even like cesarean, only burns possible adhesions, making biopsy impossible, does not completely remove the foci and leaves parts of difficult access attached, in addition to waste that will, in the future, re-adhere everything around it. In this method, internal roots and the trigger of the problem remains.

So, let´s go to the logical reasoning of the question:

What happens to endometriosis?

Immune problem, estrogenic predominance, high aromatase activity, progesterone deficiency, inflammatory process, body imbalance, in short…

Surgery as much as it cleans all outbreaks, does it treat all the problems mentioned above? NO!

What triggered these problems that led the body to develop endometriosis, adenomyosis, fibroids, PCOS, cysts and “similar”, was possibly some emotional factors, lifestyle, trauma, genetic influence, etc.¿ You may not even know it, but I ask you, does surgery solve these factors? No!

So you can operate with the best surgeon, whether by video laparoscopy, minimally invasive or open surgery, It doesn´t matter, endometriosis can take years to return, just as it took years, after the first menstruation, to appear and be diagnosed, but if nothing mentioned above is solved, forger it, it will come back someday.

The first case reported of endometriosis reappearance was made in 2017, after the best surgical method was used, where the “cure” had been declared, but came back nine years later, because endometriosis still has no cure, but it does have remission. That part, it just depends on us, nobody else, period.

Example: a person at the age of forty, who leads a stressed life, eats poorly, is sedentary, practices bad habits and ends up suffering a heart attack, will be rescued, have a saphenous and have its heart “patched” but, considered brand new, so, if she returns to the same routine and habits as before, will she stay with her beautiful heart forever? Unfortunately not! It took twenty years of “wrong” accumulations for the heart to complain the first time, you can count thar twenty years from now, if nothing changes, at the age of sixty, of even earlier, because recurrence is normally anticipated, another attack will come right and inevitably!

It is also worth mentioning:

* When the quality of life is terrible, to the point of incapacitating simple household chores, the surgery can shorten the path, cleaning the existing foci, returning quality of life in a faster way, but the surgery must be offered in this situation, making it clear that a reversion without being surgical, requires dedication, discipline, some lifestyle changes and it is up to the patient to decide what to do and which way to go.

* However, if it´s compromising the vital function of any organ, in this case it is inevitable and you have no choice, surgery is emergency and immediately necessary.

* But if the doctor says it is serious, but schedules the surgery for two or three months or even gives the “possibility” to block menstruation before, change the doctor, because he does not know how to treat endometriosis beyond the symptoms and won´t help not even a little, believe me, it´s not urgent at all, much less necessary, look for as many other opinions as you want and assess the situation clearly, do not allow yourself to be shaken right away, seriously, breathe and keep calm, there is no reason to despair.

And if you choose to do the surgery, look for a doctor who is, yes, the best and who has a multidisciplinary team to monitor and do it for EXCISION, it is also recommended to do a good lymphatic drainage after the surgery, preferably with a professional who is a physiotherapist specialized in post-surgery to prevent new adhesions and fibrosis.

Regardless of anything, NEVER stop taking care of yourself, accompanying and listening to your body, because the external root that triggers diseases, is like a creeper, if you don´t take care of it, it will invade your interior again and this is a FACT! The lack of this care as a whole, with of without surgery and inadequate treatment can lead to infiltrations, which in more severe cases compromise the vital functions of the affected organs, in addition to compressing nerves that lead to pain, reaching the level considered incapacitating and yes life-threatening.

Surgery by OPTION of the patient YES, by IMPOSITION of the doctor NEVER and in cases of emergencies where there is RISK of life ALWAYS!

Do you understand now, why I always say that the cure depends much more on us than on any doctor, medicine or surgenry?
Tradução Pietra Steffen
04/14/2020
176 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo